Sites Grátis no Comunidades.net
Crie seu próprio Site Grátis! Templates em HTML5 e Flash, Galerias em 2D e 3D, Widgets, Publicação do Site e muito mais!

KoM


ONLINE
1


Um Sonho de Liberdade

Um Sonho de Liberdade - Capa Brasileira


Adaptação do Livro: Quatro Estações (Different Seasons, 1982) 


Adaptação do Conto: Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank (Rita Hayworth and the Shawshank Redemption, 1982)


Título Original: The Shawshank Redemption


Ano de Produção: 1994


Duração: 142 minutos (2 horas e 22 minutos)


Data de Estréia nos EUA: 23/09/1994


Data de Estréia no Brasil: ----------


Elenco: Tim Robbins, Morgan Freeman, Bob Gunton, Clancy Brown e Gil Bellows


Direção: Frank Darabont


Distribuidora: Warner Bros.


IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0111161/


Sinopse: Andy Dufresne é um banqueiro condenado a prisão perpétua, acusado de matar sua mulher e o amante dela, crime da qual é inocente. Na prisão de Shawshank conhece Red, o cara que consegue qualquer objeto que você quiser na prisão. Com o tempo, Andy vai aprendendo que a vida na prisão é extremamente difícil: estupradores, guardas violentos, diretores corruptos. Mas nada disso poderá deter o espírito de Andy; alguns pássaros não nasceram para ficar engaiolados.


Disponível no Brasil em: Blu Ray, DVD & VHS


CURIOSIDADES


- O papel Tommy Williams era pra ser originalmente de Brad Pitt.

- Detém o recorde de nominações para o Oscar para uma adaptação de uma obra de Stephen King: 7 (não ganhou nenhuma).

- Os exteriores foram filmados no acabado Reformatório Mansfield State, em Ohio. A prisão estava tão acabada, que reformas foram feitas antes das filmagens. Porém, a maioria das cenas interiores foram feitas num estúdio, porque determinaram que seria mais barato duplicar o interior da prisão do que reformar a prisão de verdade.

- A American Human Association (associação que monitora o uso de animais em filmes), vigiaram as cenas envolvendo o corvo de Brooks. Durante a cena em que ele o alimenta com uma minhoca, a AHA objetou que era cruel com a minhoca, e requisitaram que eles usassem uma minhoca que tivesse morrido por causas naturais. Uma foi encontrada, e a cena foi filmada.

- Na história original de Stephen King, Red era um irlandês branco. No filme eles deixaram a fala "Talvez seja porque eu seja irlandês", como uma piada, mesmo depois de terem contratado Morgan Freeman como Red.

- O filme de Rita Hayworth que os prisioneiros estão assistindo é "Gilda" (1946).

- O diretor Norton assovia o hino "Eine feste Burg ist unser Gott",  que significa "Uma Poderosa Fortaleza é Nosso Deus".

- As fotos de Morgan Freeman jovem que estão pregados nos seus papéis da condicional, são na verdade fotos do filho mais novo de Morgan, Alfonso Freeman. Alfonso também faz uma rápida participação como um dos prisioneiros gritando "Peixe Fresco! Hoje tem Peixe Fresco! Nós os estamos fisgando!"

- Na parede da cela de Andy Dufresne há uma foto de Albert Einstein. Tim Robbins, também fez um papel num filme de ficção sobre o físico, "A Teoria do Amor" (1994).

- O número da identidade de prisioneiro de Andy Dufresne é 37927.

- Heywood e Floyd são nomes de dois dos presidiários de Shawshank. Heywood Floyd foi o personagem principal no filme "2010: O Ano em que Faremos Contato" (1984).

- Embora tenha arrecadado uma soma modesta em sua estada nos cinemas, o filme se tornou um dos maiores vídeos alugados de todos os tempos.

- Stephen King vendeu os direitos para o filme bem barato por causa de sua amizade com Frank Darabont. Eles se tornaram amigos quando Darabont adaptou um dos contos de King, chamado "A Mulher No Quarto" (King tem uma política que qualquer pessoa aspirante a produtor de filmes pode adaptar suas histórias por um dólar) e King ficou realmente impressionado. Eles quase não se contataram mais, até Darabont lhe falar que queria adaptar o conto de Shawshank.

- No início do filme, quando Morgan Freeman sai da sala de onde o júri lhe poderia dar a condicional, e seu amigo o pergunta o quê que houve, ele responde "Same shit different day" (Mesma Merda, Dia Diferente). A frase também é dita, e tem mais importância, no filme "O Apanhador de Sonhos" (2003), mais um filme de King, que também é estrelado por Freeman.

- A cerveja que os prisioneiros bebem no telhado é a Stroh.

- Depois que o filme ganhou popularidade, Ted Turner vendeu os direitos televisivos para a TNT americana, seu próprio canal, por um preço abaixo do normal para um filme tão grande. Porque é tão barato de exibir, a TNT americana constantemente exibe o filme.

- Votado como o filme mais importante que você deve ver na rádio Capital FM em Londres.

- O homem sentado atrás de Gil Bellows (Tommy Williams) no ônibus da penitenciária é Dennis Baker, um ex-diretor da Penitenciária Mansfield State, onde as gravações primárias aconteceram.

- Um agente que aparentemente não havia feito muita pesquisa sobre o filme, requisitou uma audição para sua cliente supermodelo para o "papel" de Rita Hayworth.

- No final do filme, há uma dedicação para Allen Greene. Ele foi o agente de Frank Darabont e também um amigo muito próximo dele. Ele morreu pouco antes do filme ser completado, vítima de AIDS.

- Stephen King disse que sua noveleta original, a qual o filme fielmente adapta, foi uma culminação de todas as suas memórias de quando ele assistia filmes de prisão quando criança.

- A cidade de Mansfield abriu o dia inteiro para audições em busca de figurantes. Tanto interesse foi mostrado que ele deixaram de aceitar mais pessoas depois das 3 da tarde.

- O close nãos mãos de Andy enquanto ele carrega o revólver na abertura do filme, na verdade são as mãos de Frank Darabont. Mais tarde no filme, quando Andy escreve seu nome na parede de sua cela (vista duas vezes no filme), as mãos de Darabont são usadas também. Estes closes inseridos foram filmados na pós-produção, notavelmente porque Darabont sentiu que apenas ele mesmo poderia fazer exatamente o que ele queria nos closes.

- O diretor Frank Darabont assistiu "Os Bons Companheiros" (1990) todo Domingo enquanto filmava Shawshank e tirou de lá a inspiração de usar narração no filme e mostrar passagens de tempo.

- A prisão de Shawshank, no filme e no livro, é levemente baseada na prisão de Thomaston, localizada no Maine. Esta prisão fechou em 2004, devido ao seu tamanho pequeno e dilapidação da estrutura dela.

- O papel de Andy Dufresne foi originalmente oferecido à Tom Hanks, que não pode aceitar devido à conflitos de agenda com as filmagens de "Forrest Gump: O Contador de Histórias" (1994). Hanks, entretanto, trabalhou com Frank Darabont em seu filme seguinte, que foi mais uma adaptação de Stephen King, "À Espera de um Milagre" (1999).

- Kevin Costner recusou o papel Andy Dufresne, uma decisão que ele eventualmente confessou ter se arrependido amargamente de tomar.

- Frank Darabont escreveu o roteiro em oito semanas.

- Na cena em que Andy chega na biblioteca para ser o assistente de Brooks, e o corvo Jake está gracejando, Tim Robbins tinha que falar seu texto no tempo certo, "Hey, Jake. Where's Brooks?" (Oi, Jake, onde está Brooks?), para que o corvo não gracejasse no meio de sua fala, já que ele não havia sido treinado para gracejar em horas combinadas. Robbins conseguiu adaptar o tempo de sua fala perfeitamente com o padrão dos gracejos do pássaro, coisa pela qual o diretor Frank Darabont o agradeceu calorosamente. A improvisação de Robbins é percebida, e podemos vê-la quando ele entra na sala em direção ao corvo, espera um breve momento para que ele graceje, e então procede com sua fala.

- Foi Tim Robbins quem teve a idéia de seu personagem, Andy Dufresne, aumentar o volume do toca discos, quando ele coloca o disco de Ópera, e o diretor manda ele desligá-lo.

- A canção de ópera que Andy Dufresne toca nos megafones é a "Canzonetta sull'aria" de " Casamento de Fígaro" de Wolfgang Amadeus Mozart.

- O diretor Frank Darabont decidiu não ter as cenas deletadas no lançamento do DVD porque elas o envergonhavam, e ele não queria que elas fossem vistas.

- Quando os cidadãos de Mansfield estavam ansiosos para serem figurantes, muitos deles não estavam disponíveis durante o dia das filmagens devido a conflitos com seus próprios trabalhos ou só estavam disponíveis por um dia, o que obviamente não funcionaria num filme de prisão. Então alguns figurantes foram achados, alguns deles, realmente ex-condenados.

- Clancy Brown, que interpreta o Capitão Hadley no filme, interpretou outro personagem chamado Capitão Hadley no fime "O Guardião" (2006).

- Já que a agenda de filmagens estava muito apertada em Mansfield, Ohio, qualquer um que atrasasse a produção era ameaçado a ser demitido. Tim Robbins e William Sadler demoraram para aparecer uma vez, mas é claro, nunca foram demitidos. As filmagens em Mansfield terminaram à frente da agenda.

- Em 2007, o American Film Institute colocou este filme na 72ª posição dos maiores filmes já feitos de todos os tempos. Foi a primeira inclusão do filme nesta lista.

- Rob Reiner amou tanto o roteiro de Frank Darabont que ele ofereceu 2 milhões e meio pelos direitos do roteiro, para que ele pudesse dirigir. Darabont considerou seriamente a oferta de Reiner, mas acabou recusando, dizendo que era sua chance de fazer algo realmente incrível. Reiner queria Harrison Ford e Tom Cruise para fazer Red e Andy respectivamente.

- Quando volta a trabalhar na biblioteca, o primeiro guarda que vai falar com ele se apresenta como Denkins. Roger Deakins foi o cinematografista. Frank Darabont escreveu o personagem Denkins no roteiro original, antes de contratar Roger, o mesmo personagem na noveleta, e o "A" no lugar do "N" confirmam isso.

- Clancy Brown disse que recebeu várias ofertas de verdade para trabalhar como guarda de prisão por causa do jeito de seu personagem depois do filme. Brown recusou porque Hadley era um personagem mau, e ele não queria sujar o nome da profissão.

- O filme foi lançado em Taiwan com o nome de "1995: Fantástico" (só foi lançado lá em 1995). Muitos espectadores acharam que seria um filme de ação.

- Votado como o 4° melhor filme já feito pela revista Empire (em Setembro de 2008).

- Desde de Setembro de 2008 ocupa a primeira posição como o melhor filme já feito de todos os tempos no site IMDb.com.

- Quando o diretor Norton abre seu cofre perto do fim do filme, e abre a bíblia de Andy, a fita que serve como marcador de página está na primeira página de Êxodo (que conta a história da fuga dos judeus do Egito). Êxodo é também onde Andy corta as páginas para que elas formem um buraco para guardar seu martelo.

- Red diz que não faz idéia do que as mulheres estão cantando na ópera. Elas estão cantando sobre casamento.

- A premiere mundial da adaptação teatral do filme (14 de Maio - 20 de Junho de 2009) foi exibida no Teatro Dublin's Gaiety, estrelando Kevin Anderson (Andy), Reg E. Cathey ("Red") e Keir Dullea (Brooks). Adaptado por Owen O'Neill e Dave Johns, dirigido por Peter Sheridan.

- A cena final foi filmada nas ilhas Virgens no Caribe, mas na história deveria ser o Oceano Pacífico.


CURIOSIDADES COM SPOILERS


- Red descreve o sonho de Andy como sendo um "shitty pipe dream" (sonho de merda de esgoto). Durante sua fuga para viver este sonho, Andy engatinha pelo cano de esgoto da prisão, literalmente uma merda de esgoto.

- Há várias similiaridades com a novela de Alexandre Dumas, pai, "O Conde de Monte Cristo" (que também é mencionada durante o filme). A novela de Dumas envolve um homem injustamente preso por um crime que não cometeu, que mais tarde escapa. Depois de escapar, ele adquire um tesouro escondido, cuja existência ele tomou conhecimento na prisão, e executa um plano de vingança contra aqueles que o aprisionaram.

- Na cena em que Andy escapa, o diretor quer questionar Red. Quando eles pedem pra que a cela de Red seja aberta, eles gritam "Abram a 237!". Este é o mesmo número do quarto assombrado em "O Iluminado" (1980) e o mesmo dinheiro (2 dólares e 37 centavos) que os quatro meninos de "Conta Comigo" (1986) arrecadam entre si para comprar mantimentos.

- A lata com dinheiro e a carta que Andy enterra mostra uma pintura do "The Queen Mary". Esta lata existe mesmo, e foi feita como uma série nos anos 50 por uma compania inglesa, chamada Benson's.

- Zihuatanejo, o paraíso Mexicano para onde Andy e Red vão depois da prisão realmente existe. É uma cidade turística na costa do Oceano Pacífico no estado de Guerrero.

- Red diz que Andy escapou em 1966. O mesmo ano do famoso caso "Miranda versus Arizona" ante a Suprema Corte, onde foi decidido que a defesa deveria ser informada de seus direitos (direito de permanecer calado, direito a um advogado, e etc...) quando posta sob custódia. É a razão de que quando no fim do filme, quando o Capitão Hadley (Clancy Brown) é preso, o policial lê os direitos Miranda de um pedaço de papel. Ele os lê porque ainda não os sabe de cor.


TRAILER




 

Criar um Site Grátis   |   Crear una Página Web Gratis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net